Tecnologia Open Space

 

Trata-se da criação de um espaço aberto no qual os participantes propõem e se responsabilizam pelos temas a serem discutidos e aprofundados, criando a própria agenda do evento. É uma forma de organizar reuniões, conferências ou grupos aproveitando a motivação dos indivíduos, fazendo uso da capacidade de auto-organização inerente a qualquer sistema vivo (neste caso, o grupo de pessoas). Provoca uma migração dos participantes da posição de expectadores para protagonistas do processo. Pode ser usado para o planejamento de ações, resolver conflitos, gerar novas idéias… com grupos apartir de uma dúzia de pessoas, até muitas centenas (o maior grupo que já co-facilitamos era de 800 pessoas).

DSC08084

 

O Open Space tem como princípio básico a combinação da paixão com a responsabilidade, que é incorporado em sua única regra: a lei dos dois pés… “Se você está em um lugar onde não esteja nem contribuindo, nem aprendendo, use os seus dois pés e vá para outro lugar.

Além da lei, temos quatro princípios:

  • Quem quer que venha, são as pessoas certas.
  • Quando começar é a hora certa.
  • O que quer aconteça é a única coisa que poderia ter acontecido.
  • Quando acabar, acabou.

As condições para um bom Open Space são:

  • Um problema real
  • Diversidade e complexidade (de pessoas e opiniões)
  • Desprendimento do resultado
  • Senso de urgência (é pra ontem!)
  • Conflito efetivo ou potencial

A simplicidade do Open Space cria o mínimo de estrutura para que a ordem emerja do caos, e possamos experimentar o caminho caórdico. Esteja preparado para ser surpreendido!

Referências:

Harrison Owen, Open Space Technology (livro) – Open Space World (http://www.openspaceworld.org/)