O Desafio

Seguindo as diretrizes da Convenção da Diversidade Biológica, há aproximadamente 10 anos a Natura veio experimentando, de forma pioneira, diversos modelos de repartição de benefícios sobre o uso da Biodiversidade em produtos. Neste momento fazia-se necessário elaborar diretrizes que norteassem a conduta da companhia neste tema, evitando a tomada de decisão em casos isolados, acarretando conseqüências gerenciais de difícil gestão. Para esta construção fazia-se necessário o envolvimento de diversos atores de áreas internas da Natura, cada qual com um ponto de vista e uma posição a respeito de como esta temática deveria ser conduzida. Escutando individualmente cada parte envolvida, era perceptível a pertinência da opinião de cada um, ainda que olhando no todo, visões bem distintas existissem. A equipe interna vinha tentando criar espaços de conversas há alguns meses e sentia a necessidade de que estes acontecessem de forma mais produtiva do ponto de vista da coesão do grupo e a construção de uma solução conjunta.

Contribuição da CoCriar

A CoCriar foi chamada para, junto com a equipe interna responsável pelo projeto, cocriar as intenções e as agendas de diversos encontros seqüenciais que no todo levaram à elaboração dos princípios gerais que alimentaram a redação das Diretrizes de Uso da Biodiversidade. Para tanto foram realizados uma série de encontros durante o 2o semestre de 2007 e início de 2008.

Resultados e Reverberações
  • Alinhamento da compreensão do grupo participante dos encontros sobre conceitos que eram pré-requisitos para a elaboração das diretrizes.
  • Construção de um olhar coletivo e sistêmico para todos os elementos envolvidos na construção de tais diretrizes, incluindo que generalizações eram ou não possíveis de serem feitas.
  • Desenvolvimento de capacidade de dialogar e respeitar a diversidade de pontos de vistas existentes em prol da construção de um resultado que seria invisível a cada participante individualmente.
  • Construção de um time coeso de trabalho, comprometido com um propósito comum, facilitando muito o fluir do trabalho ao longo dos encontros.
  • Elaboração de diretrizes consistentes e adequadas ao contexto da empresa e dos demais atores que seriam envolvidos em sua implementação.
  • Contribuição consistente para a criação de uma solução inédita e eficaz em um tema estratégico para a companhia.
Atuação

Desenho e Facilitação de Processos Participativos (cocriação e desenho de soluções coletivas, integração e engajamento de equipes, engajamento de públicos de interesse), Desenvolvimento organizacional (planejamento estratégico participativo).